Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2010

Dilma «presidenta»

Há fumo branco nas presidenciais brasileiras. Ainda não estão apurados todos os votos das presidenciais no Brasil, mas já é matematicamente impossível a José Serra alcançar Dilma Rousseff. A candidata do PT será assim a primeira mulher Presidente do Brasil – ou, como costumava dizer Lula da Silva, a «Presidenta».

Futepólo aquático em Coimbra

Ontem, na Briosa, foi assim...

Acordo? Só no papel

Será?

«Passos vai ser primeiro-ministro, só não sabe é quando».
Mota Amaral, TSF.

Fundo Europeu de Resgate

Nouriel Roubini, economista que previu a última crise financeira, vê Portugal e a Irlanda com o mesmo destino da Grécia. O reputado economista afirma que «com dívidas tão altas e com os planos de austeridade, a deflação é um risco sério», prevendo que países como a Grécia vão ter que reestruturar a sua dívida e isso provocará uma nova crise orçamental». E antecipa que é muito provável ter de recorrer ao Fundo Europeu de Resgate. Onde vai este País parar?

Difícil de acreditar

O gabinete de Teixeira dos Santos garante que o Executivo vai intensificar as medidas de redução da despesa primária e acelerar o processo de redução dos encargos com as estruturas do sector administrativo e empresarial do Estado. Tudo para compensar os 500 milhões que Passos lhe roubou nas negociações. Porque será que nos custa a acreditar?

Acordo tudo menos histórico

Em Março já sabemos

«Não vale a pena salvar o Governo a partir de Março».
Nogueira Leite, vice-presidente do PSD.

«i» à venda

Nunca foi oficializado mas agora, o Correio da Manhã vem explicar, preto no branco, que não há margem para mais derrapagem. O Grupo Lena colocou o «i» à venda. A dívida do diário já chega aos dez milhões. Como se prova, o mega investimento inicial correu mal. Não se espera que a salvação do «i» seja uma realidade. Tirando os jornalistas de nome na praça, antevê-se mais uma mão de cheia de profissionais a caminho do desemprego. Aliás, a debandada de muitos jornalistas nos últimos meses antecipava já o futuro nada risonho que aí vem. É pena. O «i» merecia vingar. Mas a crise na imprensa portuguesa há muito que se agrava e não tende a melhorar.

É para isto os sacrifícios do povo

Afinal os deputados vão ficar mais caros à República em 2011. As ordens têm sido para a contenção e o orçamento da Assembleia da República sofre um corte de 40% nas despesas previstas para o novo ano. Mas o certo é que, olhando somente para os custos com os parlamentares, o crescimento total é de quase 1%. Só em ajudas de custos, os deputados vão ver as verbas aumentar 18,5% e os encargos com a Saúde sobem 700%. Belo Orçamento este.

Meio século de «el Pibe»

A palhaçada nacional

O parto apelidado de difícil, finalmente deu à luz um documento de cinco páginas. Os responsáveis políticos deste País merecem ser recambiados, no mínimo, para Marte. O teatro político esgotou todas as paciências de santo. Brincou-se com a gravidade da situação do País. O Presidente da República, que devia ter um papel regulador e isento, também sai mal da fotografia, porque convoca um Conselho de Estado para se resguardar politicamente. Perante isto, com Orçamento aprovado, nada impede, na mesma que o FMI entre cá dentro. E os homens experientes e com imagem de seriedade - Teixeira dos Santos e Eduardo Catroga - revelam, definitivamente, a mediocridade que lavra na formação política nacional. Todos para Marte, já! E remetidos a trabalhos forçados.

Passos Coelho e a cartada inicial

É a jogada em que sempre apostei. E agora, de acordo com algumas notícias que vieram hoje a público, confirma-se. O PSD está preparado para enfrentar eleições legislativas antecipadas logo após a eleição presidencial marcada para Janeiro, caso o Governo se demita na sequência de um chumbo da proposta de Orçamento do Estado para 2011. Um cenário possível se for operada uma revisão constitucional relâmpago que permita alterar os prazos eleitorais.

Cavaco alarga base de apoio

Luís Campos e Cunha em Lisboa, António Lobo Xavier no Porto. São dois dos mandatários de peso que Cavaco Silva terá ao seu lado nos próximos meses como mandatários distritais. A provar a capacidade de Cavaco alargar a sua base eleitoral de apoio não se restringe ao ex-ministro das Finanças de Sócrates ou ao histórico militante do CDS-PP. Pelo Algarve será Adriano Pimpão o responsável pela campanha cavaquista, ex-secretário de Estado nos governos de António Guterres. Percebe-se que a base alargada na sociedade civil é plural, pretendendo assim chegar a todo o eleitorado.

País no fundo

A saída de 200 trabalhadores precários do Instituto da Droga e da Toxicodependência vai dificultar a «resposta de proximidade» preconizada por este organismo, existindo o risco de alguns toxicodependentes abandonarem os tratamentos, segundo o presidente da instituição. Vamos ter vários problemas resultantes deste Orçamento. O País está como o dia de hoje: a ir ao fundo.

A melhor manchete dos últimos tempos

Trocos certamente...

Portugal: submarino ao fundo e FMI a puxar

China disponível para ajudar Portugal

A China está disponível para «participar no esforço de recuperação económica e financeira» de Portugal. A vice-ministra dos Negócios Estrangeiros chinesa acaba de garantir que o país está disponível para comprar títulos do tesouro português. Só mesmo o gigante para querer ajudar a tirar-nos do buraco. Ao contrário da França e da Alemanha que hoje apresentam aos restantes 25 estados-membros a proposta de incluir sanções financeiras e políticas caso não se cumpram os objectivos do Pacto de Estabilidade e Crescimento. Ora, isso implica alterações ao Tratado de Lisboa (que teve, como se sabe, um parto difícil) e, como consequência, referendos em alguns países. São estes os gigantes europeus que mandam em nós. Triste Europa esta comandada pelos motores europeus.

A visão de quem sabe

Era secretário de Estado do Turismo quando Portugal classificou a gastronomia tradicional como património cultural. Dez anos depois, Cabrita Neto, presidente da Associação Empresarial do Algarve, sem menosprezo pela classificação, diz que «podia ter sido feito muito mais» e que «não se aproveitou suficientemente o potencial» conferido pela Resolução do Conselho de Ministros de 2000. Para ler aqui.

Contra Putin: despir, despir

Femininistas ucranianas protestam contra visita do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin.

A derrapagem socialista

O ministro das Finanças reconhece que nos mentiu a todos e admite a existência de uma derrapagem entre 1,7 e 1,8 mil milhões de euros na execução orçamental deste ano. Sócrates começa a chegar ao fim da linha. Os dias de maravilhoso sol acabaram para os lados de S. Bento.

O exemplo que chega tarde

Vara e Penedos arguidos

Armando Vara e José Penedos foram formalmente acusados pelo Ministério Público no âmbito do processo Face Oculta. O Ministério Público acusa 36 arguidos - 34 pessoas e duas empresas - por associação criminosa, corrupção, participação económica em negócio e tráfico de influências, entre outros ilícitos. Anos é o que se espera de julgamento.

E a intransigência do PS, não?

«O tabu do PSD está a custar caro ao País».
Vieira da Silva, ministro da Economia.

Nestor Kirchner ( 1950 - 2010)

O falhanço dos homens em quem acreditávamos

Nunca acreditei que PS e PSD se entendessem na negociação do Orçamento. Escrevi-o várias vezes. As movimentações estão agora a ritmo alucinante. Passos quer ouvir a Comissão Política e perceber como reagem os mercados ao falhanço das conversações. Cavaco já convocou o Conselho de Estado para sexta-feira. Catroga e Teixeira dos Santos estão, acredito, desolados com este desfecho. O FMI já deve estar a preparar-se para a entrada a pés juntos aqui dentro. A ver.

Cavaco candidato - o olhar de quem viu

A firmeza sempre foi mais forte que a indecisão. Mas, no final, ganhou a convicção de uma cidadã que venera a política. 20 horas. Centro Cultural de Belém. Cavaco prepara-se nos bastidores para apresentar a recandidatura à Presidência da República. Há cinco anos o momento foi diferente. A intensidade do anúncio foi maior. Os apoiantes eram muitos mais. Mas Cavaco, pautado pela discrição que o caracteriza. mandou conter os gritos e os aplausos. Pediu para que as reacções dos que o apoiam nesta que será provavelmente a última batalha que trava na política fossem sóbrias. E assim foi. Foi um homem sereno aquele que entrou na sala Fernando Pessoa, acompanhado da companheira de sempre, Maria. Minutos antes a família - filhos, netos e genros - sentava-se nos lugares que lhe tinham sido destinados na primeira fila, antecipando a entrada do patriarca. Tal como em 2005, as 10 bandeiras nacionais lá estavam, como um prenúncio de positivismo. À semelhança do estado do País, o actual Presidente, …

A frase do dia

«Ao mesmo tempo que espolia os portugueses em geral, e preferencialmente os menos abonados, o Estado não se cansa de tentar tornar o BPN mais apetecível para eventuais compradores. E é assim que o Estado, que através da CGD já injectou no BPN uma quantia aproximadamente tão astronómica como a que pretende cortar no Orçamento para 2011, estuda agora a maneira de colocar mais algumas centenas de milhões num aumento de capital do Banco que foi de Oliveira Costa e Companhia e, também para cativar potenciais interessados na compra, pretende que a CGD assuma, naturalmente com a garantia do Estado, os créditos das subsidiárias do Banco no valor de mais mil milhões (...)». João Paulo Guerra. Diário Económico.

Marcelo morreu há 30 anos

O último líder do Estado Novo, Marcelo Caetano, morreu há 30 anos de ataque cardíaco, no Brasil, sem nunca ter querido regressar a Portugal, de onde se exilara após a revolução de 1974. A notícia da sua morte, a 26 de Outubro de 1980, aos 74 anos, foi divulgada no Telejornal da RTP, tendo depois familiares de Marcelo Caetano confirmado a informação aos órgãos de comunicação social. Marcelo Caetano, destituído de todos os seus cargos após a revolução de 25 de Abril de 1974, chegou no mês seguinte ao Brasil «como imigrante e não como exilado político», segundo imprensa da época, e nunca mais quis regressar a Portugal, manifestando a vontade de ser enterrado naquele país – como viria a acontecer. Comemora-se hoje o aniversário da sua morte.

O fantástico jornalismo desportivo

Dia C

O que nos espera

«Vamos entrar num período profundíssimo de recessão, durante muitos anos [...] As medidas que estão tomadas vão fazer a economia entrar em recessão. Mais tarde ou mais cedo, o Estado vai perceber que as receitas não chegam e vai precisar de outro PEC». Daniel Bessa. Economista.

Passado em presente puro

São artefactos que representam um viver entre dois mundos, a terra e a água, elementos comuns ao dia-a-dia da região do Baixo Vouga. No Museu Etnográfico da Murtosa sente-se o pulso a populações com uma história marcada pela Ria. Um espaço inaugurado em 1981 num edifício histórico conhecido como a «Casa dos Escuteiros» que é lugar de costumes e tradições e que não esquece os moliceiros. Para ler aqui.

A boa notícia

O antigo Presidente da República, António Ramalho Eanes, vai presidir à Comissão de Honra da recandidatura de Cavaco Silva à Presidência da República, que amanhã é apresentada no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Uma boa notícia.

OE - a caminho da aprovação

A imagem do dia

Alegre ao ataque

«Se fosse presidente, teria convocado o Conselho de Estado. Teria convocado os partidos políticos antes de eles se desentenderem. Teria convocado os parceiros sociais, sindicatos  e associações patronais. Teria tentado promover uma concertação, política e social. (...)  E teria tentado sensibilizar chefes de Estado, governos e instituições estrangeiras. (...) Há situações em que o Presidente da República deve pronunciar-se, não pode ser só um gestor de silêncios. (...) Tem havido uma certa falta de comparência do Presidente da República». Manuel Alegre. DN.

Rei faz 70 anos

Há quem diga que foi há dois dias, mas o próprio Pelé diz que é hoje. Depois de mais de mil golos e algumas polémicas, o Rei chega aos 70 anos de vida.

Chávez em Portugal

Hugo Chávez chega este domingo a Portugal numa visita de Estado na onda de retribuir a José Sócrates a visita que este fez à Venezuela. E em tom de verdadeira propaganda, o presidente venezuelano visita domingo os Estaleiros Navais de Viana do Castelo e a empresa JP Sá Couto, que fabrica o computador Magalhães, esses mesmo que Sócrates andou a distribuir em solo sul americano. As relações de Sócrates são assim, cúmplice de um dos mais notáveis ditadores da América Latina.

Santana continua igual a ele próprio

Depois de ter ajudado a agravar o défice que hoje temos todos de reduzir, Pedro Santana Lopes defende que o PSD devia votar contra o Orçamento do Estado para 2011, mesmo que isso pudesse levar à demissão de José Sócrates. O «menino guerreiro» acusa ainda o PS e o PSD de «transformarem o país quase num parque infantil», com as trocas de palavras constantes em praça pública. Pois bem, no seu tempo não andou a brincar ao País, não andou a brincar com os dinheiros do Estado. Pois, Sampaio pô-lo a andar porque Santana era um menino bem comportado...

«O Alandroal é Portugal»

«O Alandroal tem 6187 habitantes, um funcionário municipal por cada 28 habitantes e 4525 euros de dívida acumulada por habitante, nos últimos 10 anos. O Alandroal é Portugal». Miguel Sousa Tavares. Expresso.

A dúvida de Branquinho

CDS chumba OE

Já está anunciado o voto do CDS-PP sobre o Orçamento do Estado para 2011. Paulo Portas e as suas tropas vão chumbar o documento. Está, como se esperava, nas mãos do PSD o futuro do País.

As tristezas do Presidente

«Disse aos partidos que seria extremamente grave enfrentar uma crise política neste momento. Dei informação detalhada sobre a dependência da nossa economia. Não vale a pena insultar banqueiros internacionais e o FMI; eles não nos ligam nada. Confesso que não esperava que estivéssemos hoje na situação em que estamos». Cavaco Silva. Expresso.

A verdade inconveniente

O medo de Cavaco

Cavaco Silva pediu aos conselheiros de Estado para estarem de prevenção para uma situação de emergência, se por exemplo Governo e PSD não chegarem a acordo na viabilização do Orçamento do Estado. Segundo o Jornal de Negócios, o Conselho de Estado está preparado para qualquer cenário, e vários conselheiros foram alertados para a eventualidade de uma reunião súbita. A notícia indicia que o Presidente está intranquilo e isso deixa-nos também preocupados com a possibilidade de PS e PSD não se entenderem.

Alguém sabe o que isto é?

É acompanhada com azeite, couves e broa que esta leguminosa atinge o seu pleno sabor. O chícharo, quase desconhecido em Portugal, têm em Alvaiázere, na região centro, uma longa tradição. Um estatuto ao qual a autarquia local não se mostra indiferente. Durante décadas quase esquecido o chícharo é visto, agora, como um «veículo de desenvolvimento do território». Para ler aqui.

Como erradicar os Avelino's, as Fatimas's, os Valentim's e Isaltino's?

Perdeu em 2005 em Amarante, perdeu em 2009 em Marco de Canaveses, mas nada lhe tira a vontade de voltar «com força» à política. Avelino Ferreira Torres é o novo presidente da concelhia do CDS-PP e promete um regresso em grande. Pior que isso: não descarta a possibilidade de voltar a concorrer à Câmara. Podemos mandar vir um ET e erradicar estes senhores do sistema?

Alberto João: continua a ser o rei dos gastos

Alberto João Jardim continua a ser dono e senhor da ilha que se isola cada vez mais no Atlântico. Sabemos hoje que a Assembleia Legislativa da Madeira aumentou em cinco por cento a subvenção estatal aos partidos para 2011, ano de eleições regionais. De um total de 5,53 milhões de euros distribuídos pelas sete forças políticas representadas, a grande fatia cabe ao PSD, que receberá 3,9 milhões. Assim se vive, em tempo de crise, no ilhéu de Alberto João, o rei do povo madeirense.