Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2010

Costa em campanha interna

O mais que provável sucessor de José Sócrates na cadeira do poder do Largo do Rato decidiu jogar mais uma cartada rumo a esse objectivo, que passa, sem a menor dúvida, por chegar a secretário-geral do PS. António Costa, actual presidente da câmara de Lisboa, vai apoiar Manuel Alegre - o candidato apoiado pelo PS e BE - na corrida a Belém. Costa diz que uma «má escolha» do futuro PR pode estar ou não na origem de uma crise política. Sabemos bem o quanto António Costa precisa de um bom resultado de Alegre, o candidato rosa. Um mau resultado de Alegre fará mossa no futuro líder do PS depois da saída de José Sócrates. António Costa está no terreno. E em força.

A frase

«Não admito sair da FPF com o meu nome manchado na honra e reputação. Se a questão fosse dinheiro, já teria havido soluções nos bastidores e as coisas tinham sido resolvidas (...) Agora é a justiça governamental, que ninguém sabe como funciona. As pessoas que me acusaram e puseram [o tema] na praça pública, condenam-me a seis meses [de suspensão] em causa própria e sem me ouvirem». Carlos Queiroz, Jornal da Noite. SIC.

Os prejuízos da Parpública

Chocante. É desta forma que caracterizo os 104 milhões de euros registados pela Parpública no primeiro semestre deste ano. Os números são obscenos depois de ter gerado lucros de 218 milhões em igual período de 2009. A Parpública é a entidade que gestora das participações empresariais do Estado. Comentários? Nenhuns. Os números falam por si.

30 mil sem colocação

Casa Pia: o martírio continua

Apesar de ainda poder haver uma reviravolta, a leitura da sentença do processo Casa Pia acontece na próxima sexta-feira. Dizem as contas não oficiais que este caso, que já passou por quatro tribunais, já custou mais de um milhão de euros, entre procedimentos jurídicos, honorários despesas apensas ao processo. Custa acreditar no número. Tememos que ele seja muito maior. Mas hoje, a três dias da leitura da sentença, José Maria Martins, advogado de Bibi, interpôs no tribunal uma acção a pedir a prisão preventiva de Carlos Cruz. Tudo porque, considera, o antigo apresentador de televisão, tem feito declarações de «pressão» na comunicação social e publicou no blogue que criou para se defender informações que, alegadamente, ainda não podem ser divulgadas. Tememos que o dia 3 de Setembro se prolongue. Resta saber até quando.

O tabu de sempre e que Portugal precisa

É cada vez mais um tema que domina a actualidade política. A sete meses das presidenciais, cada vez mais os agentes político-partidários tentam pressionar o último candidato a formalizar a sua candidatura. Cavaco é o alvo a abater de todos os candidatos à cadeira de Belém. Todos sem excepção. A eles, juntam-se as máquinas partidárias e os respectivos líderes. Tabu. Demagogia. Causador da instabilidade política nacional. Estas e outras acusações recaem diariamente sobre o ainda inquilino do Palácio de Belém. Chamamos-lhe antes um desespero antecipado de uma corrida inglória para todos eles. Para além da tradição que recai sobre as reeleições presidenciais em Portugal, Cavaco, só não voltará a Belém mais cinco anos se não quiser. O tabu do homem que mais de 80 por cento da sociedade portuguesa diz odiar - mas que obteve duas maiorias absolutas há 20 anos - será sempre a estratégia ganhadora que norteia os princípios do «cavaquismo». Desenganem-se os que pensam que o actual Chefe de Esta…

Pedro: o frágil menino de Sócrates!

O jogo fictício do gato e do rato terminou. O PS abre definitivamente a porta ao PSD na negociação do Orçamento do Estado para 2011. Tudo, porque os sociais-democratas anunciaram que estão a preparar um pacote fiscal e financeiro para apresentar ao Governo de Sócrates. O bloco centrar começa a entender-se para depois darem as mãos na aprovação do OE na Assembleia da República. Pedro Passos Coelho vai fracassar de novo, dando a mão a um Executivo que é mais de gestão neste momento que de governação. Mais uma vez irá defraudar o eleitorado, e os portugueses, diga-se, que o ouviram prometer fundos e mundos quando se candidatou à presidência do PSD. Esperemos apenas que desta vez, ao contrário da primeira, em que subscreveu o plano de austeridade imposto por Sócrates, Passos Coelho saiba negociar com contrapartidas mais favoráveis ao País. Contudo, Platonismo Político teme que isso não aconteça. Os líderes fortes, que o País já conheceu, não padeciam da fraqueza de Pedro.

Um novo modelo social europeu, precisa-se!

Em França, o Governo de Nicolas Sarkozy está empenhado em efectuar uma verdadeira limpeza às etnias e minorias que vivem no País. Alegam que estão a cumprir a lei, varrendo todos os ilegais e que são, paralelamente, marginais. Mendigos e ladrões, rua! É esta  a máxima. A política gaulesa, colocada em prática, há algumas semanas e que promete durar por muito tempo está a abrir o debate na Europa do século XXI. A União Europeia não olha com bons olhos para a prática. Mas é essa mesma UE que, em consciência silenciosa, concorda com a mesma política. Afinal, para onde nos conduziram os líderes europeus nos últimos 50 anos? Para uma Europa capaz de abrir fronteiras, tornar o Velho Continente numa ilha onde direitos e deveres devem ser respeitados ou conduziu-nos para um beco sem saída, com aberturas que nos levam a guetos irrecuperáveis? O debate está aberto. Teme-se que outros países da Europa a 27 sigam o exemplo francês. A resposta não está neste tipo de política. Está sim no modelo soc…

Comunistas querem «Portugal a produzir»

Mais um ano, saia mais uma Festa do Avante. O palco tradicional do PCP, na Quinta da Atalaia, no Seixal, não é novidade para ninguém. Mas pelo menos, podia transformar-se, de ano para ano, numa inovação no campo das ideias políticas. O partido da Soeiro Pereira Gomes já disse que no próximo fim-de-semana, o partido vai apelar, em discurso anunciado, à defesa da produção nacional e do investimento no País. «Portugal a produzir», assim se chama a campanha comunista que arranca já em Setembro. Mais do mesmo, um partido sem chama que devia usar a legitimidade histórica e ideológica para ousar ser diferente. Para arriscar evoluir. Mas prefere continuar na política das nacionalizações, das  anti-privatizações e numa lógica de paragem no tempo. É pena, porque o Partido Comunista Português merecia ter mais dos portugueses que não estão agarrados a uma ideologia, a uma bandeira e a um ideal.

Sócrates «bipolar» e «bruxo mau»

Miguel Relvas  «Sócrates sofre do síndrome da bruxa má». A frase, de Miguel Relvas, secretário-geral do PSD, lançou hoje a «facada» ao Primeiro-Ministro, numa espécie de primeiro tiro na rentrée social-democrata que começou hoje em Castelo de Vide, no alto Alentejo. Disse mais:«Sócrates vive numa visão bipolar da vida». Por razões diferentes, Platonismo Político tem que concordar com o dirigente «laranja». Só não sabemos até quando durará esta visão bipolar do país.

O homem do momento...o da «grana»!

A prenda antecipada de Louçã

Cavaco forte, Cavaco fraco!

É já um clássico dos domingos na televisão portuguesa. Marcelo Rebelo de Sousa considerou este domingo no habitual comentário político no Jornal Nacional da TVI que a direita tem de escolher entre um «Cavaco forte» ou um «Cavaco fraco» nas próximas eleições presidenciais. Marcelo está, por isso, convencido de que Santana gostava de ver outro candidato à direita. O professor devia saber que Cavaco não é predisposto a dissoluções da Assembleia da República nem a crises políticas. Não é «frouxo» nos campos das decisões firmes, como foi Sampaio. Por isso, professor, é melhor esperar sentado...e já agora, Santana também! A vingança da dissolução ainda não chegou, nem chegará tão depressa. Pelo menos enquanto o dono do trono de Belém for de Boliqueime.

O que Rui Pereira não diz

A rentrée «laranja»

A vez da rentréé do PSD chega hoje na tradicional Universidade do partido, em Castelo de Vide, no alto Alentejo. Mais de cem «jotas» vão ouvir «aulas» dos convidados, com destaque este ano para o presidente do Tribunal de Contas, Oliveira Martins, que vai falar sobre corrupção. Bem precisa, o PSD, como maior partido da oposição de ensinar às gerações futuras que os «jobs for the boys» têm de acabar no aparelho do Estado. O grande discurso virá no fim, e é aguardado com expectativa. Passos Coelho deverá ter um trunfo na manga para oficializar a verdadeira rentrée social-democrata. A ver.

O desmembramento de uma selecção (quase) de ouro

Depois de Simão Sabrosa foi a vez de Paulo Ferreira renunciar à selecção nacional. Está em marcha o abandono, em massa, de uma geração que podia ter conseguido tudo na alta competição do futebol. Uma geração quase de ouro e que dificilmente conseguirá ter uma sucessora à altura.

O artesanato alentejano

Em Évora vai nascer o único Museu do Artesanato e Design da Península Ibérica. A polémica dura há muito. Será que o artesanato alentejano pode vir a estar em causa no Centro de Artes Tradicionais do Alentejo? Para ler toda a história aqui.

Foi há cinco anos

Foi há cinco anos que o furacão Katrina deixou um rasto de destruição em Nova Orleães. Hoje a cidade está em reconstrução e a preparar também o futuro. Para que seja melhor que o de Agosto de 2005.

A frase

«Cavaco já não é só o candidato da direita mas também do Bloco Central». Francisco Louçã. Rentrée bloquista.

A Istambul da minha vida

Ao todo são sete milhões o número de visitantes que são esperados numa das cidades mais maravilhosas da Europa e do Mundo. Istambul, capital europeia da cultura 2010, já foi visitada este ano por quatro milhões. A cidade do futuro, que tem de escolher entre a ocidentalização (se a Europa deixar) merece o reconhecimento que está a ter. Espera-se, por isso, que o restante desenvolvimento chegue, e depressa.

Sócrates dá com uma mão e rouba com outra

Há uma semana foram 700 as escolas que Isabel Alçada decretou «encerradas» por todo o País. Escolas que, alega o Governo, não tinham condições para continuar abertas. Escolas que serviam populações, pais e filhos, isolados do Mundo. Que não têm agora condições, muitos deles, de enviar os filhos para a escola. Hoje, curiosamente, José Sócrates anunciou a abertura de 100 novas escolas. Demagogia e propaganda é bom na caça ao eleitorado de...António Costa.

Os avisos do Presidente

O Presidente da República não cede a chantagens. Nem de Belém nem da oposição. Hoje, em Ourique, Cavaco deixou o aviso a todos os partidos: bom senso na concertação do Orçamento. PS e PSD têm a sentença lida. Esperamos que oiçam o chefe de Estado e que não peguem nas armas de arremesso. É tudo aquilo que o País não precisa.

São irmãos...mas não Dalton!

Os ex-combatentes

O Fórum Moçambicano de Ex-Combatentes, que congrega mais de 10 associações de militares da guerra civil moçambicana, considera que as acções de reintegração social dos ex-combatentes fracassaram e defende a realização de novos projectos. Há casos que o merecem, outros há que pretendem apenas protagonismo e oportunismo.

A frase

«Vou divulgar nomes que não foram investigados». Carlos Cruz. i 

Vindimas à porta

Começaram as vindimas no Alto Douro Vinhateiro.

Amor com amor se paga

Está paga a visita oficial de Bento XVI a Portugal. A primeira do Expresso assim o prova.

Cereais: o que aí vem

Porque o cenário que aí vem não é bom. Porque as consequências da queda na produção dos cereais pode vir a ser bem danosa. Para ler aqui.

À sexta temos um «novo» Indy...mas pior!

A procissão ainda vai no adro

O homem de quem se fala deu uma entrevista à RTP. No programa de Judite de Sousa, Duarte Lima negou ter qualquer ligação com o homicídio de Rosalina Ribeiro e sublinhou que está a ser alvo de uma tentativa de destruição de carácter.«É obvio que há uma mão a conduzir isto. Eu não me lembro na minha vida, enquanto pessoa que tem consciência de si mesma, de existir uma montagem tão vil e tão tenebrosa em relação a alguém», disse. A procissão ainda vai no adro e muita reza há a fazer antes de se chegar ao confessionário total.

Amigos para «siempre»

Hugo Chávez reuniu-se com Fidel Castro. Durante cinco horas. É mesmo caso de...amigos para «siempre».

Salazar: a primeira biografia académica

A primeira biografia académica de Salazar será apresentada brevemente em Portugal. O seu autor, Filipe Ribeiro de Meneses, contou à «Visão» que o ditador estava «convencido» de que governaria melhor o país do que «qualquer outro». «Salazar desejava o poder e convenceu-se de que governaria melhor do que qualquer outro português. Estou convencido de que ele acreditava ser uma figura providencial», disse. Pois, esta vai ser uma boa leitura que aí vem.

O que eles lucraram com os tachos!

Ora vamos cá ver. Em 1994 estavam todos a preparar-se para serem eleitos. E foram-no, de facto. Deixaram o País...bem...isso nós sabemos! Dezasseis anos depois, onde estão estes três senhores do socialismo nacional? Bem, um é Alto Comissário das Nacões Unidas para os Refugiados, outro é alto quadro da Galp e, por fim, o terceiro é Presidente da Iberdrola em Portugal. António Guterres, Fernado Gomes ePina Moura, não se deram mal com os ares da politica. É pena que à custa da pobreza nacional. A foto é do fotógrafo Egídio Santos.

Se fosse viva, Madre Teresa faria hoje 100 anos

Tudo terá começado em 1946. Conta-se que Madre Teresa viajava de comboio para o convento de Dajeerling, na Índia, quando sentiu um «chamamento dentro do chamamento», para que se dedicasse a servir os mais pobres. Começava ali uma missão a que dedicou a vida. Criou as Missionárias da Caridade, fê-las crescer por todo o mundo e deu-lhes uma simples ideia como guia: que se dedicassem sempre «aos mais pobres dos pobres». O reconhecimento foi crescendo e atingiu o cume quando lhe foi atribuído o Prémio Nobel da Paz, em 1979. Ultrapassou fronteiras, uniu credos e raças e tornou-se um símbolo de rara força em todo o globo. Madre Teresa de Calcutá faria hoje 100 anos.

Os 33 heróis chilenos

Os 33 heróis que estão soterrados numa mina no Chile e que só deverão sair daqui a quatro meses.

«Valho um milhão de euros»

Há factos que não merecem ser comentados. Há pessoas que não merecem ser classificadas. Sobretudo quando acham que têm um preço. Passo a citar o DN: «Manuela Moura Guedes diz que nunca foi contactada pela administração da estação  de Queluz para rescindir, que vale mais que os 600 mil euros de que falava a 'TV Guia' de ontem,  e que, quando voltar, fará um jornalismo diferente. Para ela, Júlio Magalhães é um 'entertainer'».Ler entrevista na íntegra.

Alentejo profundo

No Alentejo existe um lugar onde se evoca profissões antigas, algumas delas extintas. Em Serpa, a etnografia é toda ela sinónimo de História e identidade de um povo. Para ler aqui.

O ministro enternecedor

A imagem parece saída de um filme «de lágrimas» mas o ministro da Agricultura desempenhou bem o seu papel. Hoje, António Serrano, deslocou-se ao Soajo, Arcos de Valdevez, para anunciar que o Governo vai atribuir 40 euros por ovino ou caprino ou 100 euros por bovino aos criadores de gado de 150 freguesias afectados pelos incêndios. Migalhas e palmadas nas costas que não passam disso mesmo.

As férias do Presidente Aníbal

Dedicado a todos os líderes políticos

Depois das férias. Depois dos banhos - que muitos não tiveram - a rentrée aí está. Que os líderes do país façam bom proveito e que a asneira reduza, já que o défice, a despesa e o desemprego não têm a mesma sorte.

A imagem que vale pelas mil palavras

Não escrevi sobre o que aconteceu na A25 esta semana. Não era necessário. Fica a imagem, que diz tudo.

Banca: lucros obscenos

Isto é a gozar, não é?

«O meu salário não dá para a mulher perder a cabeça». Rui Nabeiro, dono da Delta. Diário Económico.

Maria Dulce : (1937 - 2010)

Habituei-me a vê-la nas novelas. Há muitos muitos anos. A actriz Maria Dulce faleceu hoje aos 73 anos. Ouvi dizer que passava nos últimos tempos muitas dificuldades económicas, sem trabalho, sem reforma e vivia apenas de 200 euros mensais que o Estado, certamente contrariado, lhe dava. Triste País este que não reconhece o valor dos grandes. Que não apoia quem precisa. Que nunca deu valor a quem sempre o teve.

Francisco Lopes (CDU) candidato a Belém

Francisco Lopes foi anunciado esta tarde pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, como o candidato apoiado pelos comunistas às eleições presidenciais de 2011. O deputado e dirigente da Comissão Política do PCP é o quarto candidato anunciado na corrida a Belém. Corrida inglória esta para os comunistas!

Quem não quer ser lobo nao lhe veste a pele!

«Em cada dia que passa mais 335 vão para a bicha do desemprego». A frase, de que não duvidamos, é chamada de primeira de um jornal, nacional, e que tem uma imensa história agarrada ao seu nome. O DIABO, a mítica publicação, fundado por Vera Lagoa – uma das mulheres mais respeitadas na segunda metade do século XX em Portugal, dá a notícia. Faz bem. Mas, ao mesmo tempo, e talvez por experiência própria, a empresa que geria este histórico jornal, sabe do que fala. Com o argumento das agora chamadas «reestruturações relâmpago» para despedir trabalhadores, foi este mesmo jornal que pôs a andar jornalistas que, durante um largo período da sua existência, deram tudo. Trabalhavam dia e noite para, semanalmente, todas as terças-feiras o jornal estar nas bancas. Com mais ou menos sacrifícios, com mais ou menos meios, havia uma camisola vestida. Mas na hora de despedir, foi a torto e a direito. Sem indemnização. Com acordos de pagamento que não cumpriram. Com documentos inaceitáveis pela Seguran…

O jogo mais importante da vida do Braga

Europa em nova recessão?

É o mais recente cenário negro traçado por quem sabe. O Prémio Nobel da economia, Joseph Stiglitz, considera que a economia europeia se arrisca a entrar de novo em recessão devido aos cortes na despesa que os governos estão a realizar para reduzir os seus défices orçamentais. «Cortar, com ou sem vontade, nos investimentos de alta rendibilidade apenas para fazer com que os números do défice pareçam melhores é realmente um disparate», disse Stiglitz numa entrevista à rádio irlandesa RTE, citada pela Bloomberg. Afinal, que caminho devemos seguir? Tudo é mau. Tudo está incorrecto. Tudo é incerto. E somos nós, cidadãos, quem mais paga a factura de tudo isso. «Tudo isso» são as (i)responsabilidades dos líderes políticos que actualmente nos (des) governam.

Passos Coelho: «um instrumento ao serviço do lóbi da Saúde»

«Passos Coelho está a ser um instrumento ao serviço do lóbi dos interesses privados da saúde». A acusação parte do «pai» do Serviço Nacional de Saúde, António Arnaut, um dos signatários de um manifesto, assinado também por Ana Jorge, actual ministra da Saúde, em defesa do SNS e contra «recentes intenções de revisão constitucional» avançadas pelo PSD, que «propõe o abandono dos princípios da universalidade» e «abandono da tendencial gratuitidade» do sistema. Há laivos socialistas que imperam em permanecer.

Unidos contra Pinto da Costa?