Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2010

A frase

«O dr. Zeinal Bava já assumiu a paternidade, eu assumo-me aqui como a pílula do dia seguinte» Henrique Granadeiro, na comissão de ética PT/TVI.

Coisa pouca

Os que lutam pelos trabalhadores, os que prometem defendê-los contra os ataques de um Estado que tudo pode gastou para a manifestação do 1.º de Maio de 2010 a módica quantia de: 80 mil euros. Coisa pouca.

O Interior que se vira para a terra

Algumas autarquias apostam nos mercados tradicionais e nos produtos da terra. O de Caminha é um bom exemplo de como o desenvolvimento do Interior também pode ter sucesso. Aqui.

Acordar a classe política, precisa-se!

1983. Portugal atravessava uma crise semelhante à que vive hoje. Mário Soares e Mota Pinto governavam um País num Bloco Central, diga-se, de verdade. As finanças públicas estavam no descalabro, se bem que pior que hoje. O País teve que se financiar junto do Fundo Monetário Internacional. E uma das medidas de salvação foi cortar no subsídio de Natal a todos os funcionários públicos. Hoje, estariam os portugueses dispostos a fazer o mesmo?  Pois bem, perante todos os indicadores que hoje temos, a precariedade, os cortes nos benefícios sociais, e os impostos sempre a subir, perguntamos: podia-se começar por cima? Pelos cortes de quem ganha mais? Porque têm de ser as classes pobre e média a pagar sempre a mesma factura? Sabemos que os sacrifícios são para todos...mas aqueles que se vivem há três anos a esta parte já são suficientes para nos deixarem magríssimos! O Estado devia repensar muitas das medidas que anda por aí a anunciar. Porque a classe política precisa sentir na pele a redução …

Raridades Pingo Doce!

Esta é daquelas raridades que não se apanham todos os dias. O Pingo Doce e a sua cadeia levam mesmo à séria o irritante «De Janeiro a Janeiro». Vejam a obra-prima, esta manhã, em pleno centro de Lisboa. Ainda dizem que isto só se vê na província!

A aposta na biodiversidade!

Porque o desenvolvimento da nossa biodiversidade não pode ser esquecido e muito menos ficar na gaveta. Para ler aqui.

Abrantes palco do desenvolvimento

Abrantes também é palco de grandes desenvolvimentos. E finalmente que o castelo da minha cidade também. Para leraqui.

Convicção bloquista

«Com o caminho que o Governo está a seguir, a próxima proposta será o aumento de impostos». Francisco Louçã. RTP.
P.S. - Teixeira dos Santos admitiu hoje todas as hipóteses para atingir um défice de 8,3 por cento este ano, ou seja, reduzir em 1,1 por cento o monstro. Impostos à vista. Já todos percebemos.

Obras públicas somam e seguem

É definitivo: o Governo mantém o objectivo de abrir o novo aeroporto de Lisboa em 2017, e o TGV Lisboa -Madrid vai avançar. A confirmação chega do ministro das Obras Públicas. António Mendonça é um homem inteligente e sério.  Sócrates sabe disso e escolheu o homem certo. Compreendemos a sua ousadia de seguir em frente com os elefantes que são, obviamente, mais tarde ou mais cedo, uma necessidade. Mas tudo isto seria fácil de entender se não existissem problemas bem mais sérios para resolver. É isso que não entendemos.

AR: «o barco do amor» de um país falido!

O País definha. As instituições, as empresas e as famílias estão falidas. Mas, lá diz o ditado, se há coisa que nunca há-de ir à falência é o amor. E perguntam os leitores deste blogue, porquê? Pois bem, fonte amiga deste blogue conta-nos uma história digna de um filme cor-de-rosa de domingo à tarde na TVI. Um assessor de Aguiar-Branco e uma funcionária do Parlamento decidiram, como bons portugueses, sair uma noite destas. A noite, essa, foi longa e durou até o dia nascer. Como bons funcionários públicos que são (:)) decidiram ir directamente para S. Bento. Antes deles só mesmo o pessoal da limpeza. Só que o entusiasmo da noite prolongou-se mais do que devia e foram apanhados...literalmente...com as cuecas na mão. 
Impulsionados pelo busto da República fizeram da Assembleia um verdadeiro «barco do amor», como escrevia uma revista da praça esta quinta-feira. Que se lixe o País e a casa da democracia, interessa é viver o momento. Mas...o momento só envergonha a democracia. Foram despedid…

A frase

«O Benfica será um justo campeão». Cristiano Ronaldo.

Ao que chegamos

A Procuradoria-Geral da República pediu ajuda à justiça norte-americana para conseguir retirar do YouTube as escutas feitas no âmbito do processo Apito Dourado. Pinto Monteiro está mesmo «à rasca» com a coisa. Então a nossa PJ não dá uma ajudinha? E os nossos serviços secretos? E nem o MAI do nosso Rui Pereira consegue?

Era bom, não era?

É difícil imaginar uma cidade sem carros, no entanto, em alguns locais do mundo estão a ser desenvolvidas estratégias para reduzir a quantidade de veículos dentro do centro urbano e, consequentemente, diminuir a poluição sonora e atmosférica e aumentar a qualidade de vida dos cidadãos. São várias as medidas implementadas para a mobilidade sustentável, entre as quais se destacam Curitiba, Vancouver e Londres, cidades onde cada vez mais os veículos ficam de fora. Era bom ter uma Lisboa assim, não era?

A crise que também chega aqui!

Porque ninguém fala deste cenário...porque é umproduto tradicionalmente nacional. O panorama é este. E não é nada bom. Leraqui.

Bancarrota à vista?

A União Europeia diz que o Plano de Estabilidade e Crescimento é credível, mas podem ser necessárias mais medidas fiscais, nomeadamente aumento de impostos. Caminhamos para a bancarrota. Só não sabemos quando é que tal acontecerá.

Aumenta a crise, mudam-se as vontades!

É algo que há um ano seria impossível de acreditar. José Sócrates e Pedro Passos Coelho sublinharam hoje a intenção de «trabalhar em conjunto» para tentar debelar a crise económica e financeira, antecipando medidas do PEC. O primeiro-ministro e o líder do PSD prometeram cooperação e diálogo regular. A situação económica do País é muito grave. E esta atitude de José Sócrates demonstra-o bem.

Guterres e os refugiados

A Europa tem que dar o exemplo como «referência em direitos humanos» no asilo aos refugiados. Foi este o apelo de António Guterres, Alto Comissário da ONU para os Refugiados, no que respeita a este drama.  O antigo primeiro-ministro português diz que «a Europa é uma referência em direitos humanos em geral e uma referência em asilo em particular», mas que o sistema de asilo continua «muito disfuncional», com muitos sistemas diferentes em muitos países, pelo que «é muito difícil gerir o asilo no continente europeu». Guterres acertou em cheio e mostrou mais uma vez como o lugar que ocupa lhe assenta que nem uma luva!

Ovos e tomates no Parlamento da Ucrânia

O Parlamento ucraniano transformou-se num verdadeiro campo de batalha. Membros da oposição atiraram ovos e tomates ao presidente da câmara legislativa, que teve de se proteger com guarda-chuvas. Apesar da palhaçada que no nosso hemiciclo muitas vezes sucede, os cornos de Manuel Pinho ou o «mando é a tua tia, pá», de Sócrates, não é nada, perante este espectáculo miserável de Terceiro Mundo. Vídeo.

Sinais dos tempos

Pedro Passos Coelho pede, Sócrates aceita. Parece até um milgare o Primeiro-Ministro reagir, com serenidade, ao pedido feito ontem pelo líder do PSD para a realização de um encontro urgente para discutir o agravemento da crise económica e financeira do País. Os dois encontram-se, por isso, hoje, quarta-feira e Passos Coelho promete não baixar armas na sua luta (quase) armada contra o PEC. Vamos ver o que sairá dali. Mas sabemos, de antemão, que Sócrates não vacilará um segundo sequer e o PEC é para manter. Até ao fim.

Metro de Lisboa falido

É uma surpresa. Das grandes. O Metropolitano de Lisboa encontra-se em falência técnica, enfrentando, «à semelhança» das outras empresas públicas prestadoras de serviço público de transporte urbano, uma situação económico-financeira «degradada», revela uma auditoria hoje divulgada pelo Tribunal de Contas.Quando o Metro chega aqui, alguém tem dúvidas da situação caótica em que o País se encontra?

A novela continua

Sempre foi um homem polémico. E, a prová-lo, as últimas declarações de Carlos Barbosa, ex-presidente da PT Meios sobre Rui Pedro Soares, que acusa de «ter padrinhos na PT». Ouvido pela comissão de inquérito ao negócio PT/TVI, Carlos Barbosa referiu que Rui Pedro Soares «não tinha competência técnica, experiência profissional e background para negociar sozinho e sem cábulas a compra de parte do capital da Media Capital à Prisa». A novela continua...

Património a preservar

Porque há património que não pode ser destruído. Porque na aldeia histórica de Sortelha ainda há estórias que têm que resistir. Ler aqui.

€ 500 milhões para construtoras em Angola

É assim, mesmo a caminhar para a bancarrota, Portugal abre os cordões à bolsa a Angola. A linha de crédito acordada em 2009 pelo Governo português para Angola vai ser accionada em breve, para que o país africano possa pagar às empresas portuguesas de construção a operar no país.Ao todo, são 500 milhões de euros que o nosso País vai enviar para aquele país africano directamente para as construtoras nacionais. Muito bom!

É mais fácil calar que rebater!

A bandeira e o hino nacional vão voltar a estar inscritos enquanto valores que os alunos «têm o dever de conhecer e respeitar». Esta é uma das novidades do projecto do novo Estatuto do Aluno aprovado pelo Governo na quinta-feira passada. O projecto foi enviado para a Assembleia da República para debate e votação. Que diria este País se fosse um partido de direita e centro direita a propor tamanha ideia? Todos sabemos a resposta, mas ninguém fala disso. É mais fácil calar do que rebater.

Asfixia financeira nas autarquias

Os municípios portugueses continuam a gastar mais do que podem e as despesas ultrapassam em 30 por cento a capacidade de pagamento. Ou seja, por cada três autarquias portuguesas há uma que apresenta resultados económicos negativos, o que constitui o pior resultado desde 2005. A conclusão é da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas e está inscrita no anuário financeiro dos municípios relativo a 2008, apresentado hoje. Só nos questionamos, até onde vai este desbaratar de verbas públicas...

Mais dinheiro para Bolonha

«Bolonha necessita de mais financiamento».
Maria da Graça Carvalho, ex-ministra do Ensino Superior

Importa-se de repetir?

«Nunca sonhei ser Primeiro-Ministro».
José Sócrates, referindo-se ao período revolucionário.

Liberdade e revolução foi de todos

Trinta e seis anos depois da revolução do País, é triste ver como alguma comunicação social ainda faz perguntas idiotas e sem sentido. O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, usou nas comemorações do 25 de Abril um cravo ao peito. Questionado por isso, Passos Coelho disse e muito bem que «ao fim de tanto tempo o 25 de Abril pertence a todos». O que este País ainda não percebeu é que a Revolução não foi da esquerda nem pertence a esse quadrante político. Pertence a todos os que lutaram pelos valores da social democracia. Até porque há muita gente de direita muito mais com valores de esquerda do que a própria esquerda.

Cavaco e o discurso do 25 - A

Na comemoração dos 36 anos do 25 de Abril, o Presidente da República salientou hoje a importância de o país conseguir aproveitar as novas oportunidades, especialmente o mar e as indústrias criativas, a fim de enfrentar os momentos difíceis. Cavaco faz o último discurso do seu mandato, é pena que não tenha ido mais longe no discurso. Entende-se a mão protectora que está a dar a José Sócrates. Sabemos bem como Cavaco precisa do eleitorado do PS para a reeleição do próximo ano. Mas, nos tempos que vivemos, pedia-se mais ao Presidente de todos os portugueses.

Cantar a liberdade!

Sem ele...nada teria sido igual!

A ajuda da imprensa!

A força que venceu e que hoje falta a um povo sem glória!

A Revolução também foi das crianças!

O Abril de todos nós!

O 25 de Abril nas escolas!

A União de Resistentes Antifascistas Portugueses deixa o alerta e critica a forma como é divulgada a memória do 25 de Abril junto das novas gerações. Não concordamos com os argumentos que dizem que «depois da explosão de felicidade que foi o 25 de Abril, tem havido um branqueamento da história a todos os níveis e não interessa que se saiba muito sobre o que aconteceu antes da Revolução». Mas que sempre defendi a forma medíocre e fraca com que os livros escolares tratam esta parte importante da nossa História.  Eu ainda sou do tempo em que o 25 de Abril se ensinava no secundário com um capítulo no final do segundo volume de História. Muitas vezes o período lectivo não chegava para atingir esse capítulo. É triste. Sou uma fanática - no bom sentido - deste período histórico. Mas aprendi e despertei por mim. Fui à procura da História e do contexto. Por mim. Por mais que não concorde com os que criticam «o branqueamento da história», porque contempla motivações político-partidárias, a verda…

Mário Soares e os ladrões

«Um abuso e uma maneira de maltratar a política quando se diz que os políticos são uns ladrões (...) Tenho muita honra de ser político. Quando dizem que os políticos são uns ladrões e que os políticos são uns malandros, eu devo dizer que há grandes excepções. Eu sou uma excepção, mas eu acho que a maior parte dos políticos, de todos os partidos, não são ladrões. Há alguns que o são, como em todas as profissões, mas a maior parte, felizmente para nós, não é. (...) Um político ladrão é o pior que pode acontecer». «É uma pessoa viver à custa do Estado e chupar o Estado sem servir os seus concidadãos». Mário Soares. P.S. - Porque é que o nosso ex-Presidente não é mais sincero e honesto e não fala dos políticos mentirosos que falsos que conhece... E apostamos que lida com uma dúzia deles!

Casa Pia: dia D a 9 de Julho!

Cinco anos depois. Milhares de folhas.Dossiers que nunca mais acabam...finalmente a leitura do acórdão do processo Casa Pia está marcada: 9 de julho. Esperemos que o Dia D honre a Justiça portuguesa. Seja qual for a decisão dos tribunais.

Ouro para Portugal!

O português João Pina sagrou-se campeão da Europa de judo na categoria de -73 kg, ao derrotar o russo Batradz Kaitmazov na final, em Viena.

É por estas e outras que o País está no fundo!

Memórias de Abril!

Porque és eterno, porque me acalmas, hoje, mais que nunca, o espírito e a alma. És completo. Único. Sublime. Porque as memórias de Abril são, inequivocamente, as tuas memórias também. Hoje estou numa de «Vejam Bem».

Aguentará Sócrates até ao fim?

Sócrates no arranque das obras do novo Terminal de Cruzeiro de Leixões. O desgaste já é bem visível no rosto do nosso Primeiro-Ministro. Aguentará ele até ao fim?

Igreja: a empresa que nunca vai falir!

A Eucaristia celebrada pelo Papa Bento XVI no Terreiro do Paço, em Lisboa, com custos estimados em 200 mil euros, deverá ter um custo zero, graças aos donativos de particulares e empresas. Mas há empresa melhor que a Igreja?

Tricas e rasteiradas

«Não quero ir pelas tricas e pela rasteirice». Fernando Nobre, candidato à Presidência da República. Sapo.

Um pouco mais alto, por favor!

A Philippine Airlines está proibida de voar para a União Europeia. Porque será?

Foi há cinco anos que ele nasceu para o Mundo

O sábio

Portugal está a ser alvo de um ataque de especuladores e «a culpa é nossa». Quem o diz é José da Silva Lopes, economista e antigo presidente do Montepio Geral. Em declarações à Antena1, o antigo banqueiro critica a «perda de tempo» com comissões de inquérito, em vez de nos focarmos no que realmente interessa: a economia nacional. O sábio sabe bem do que fala!