Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2009

Estabilidade governativa versus maiorias relativas

Não sou perita na matéria. Contudo, conheço o suficiente de Ciência Política para poder dizer que o Governo de José Sócrates tem condições para cumprir esta legislatura até ao fim e responder perante aquele que foi o veredicto popular nas urnas. A obrigação do Executivo socialista minoritário é cumprir o mandato de quatro anos para o qual foi eleito.
E porquê a discussão agora? Porque o tema tem sido levantado sucessivamente desde as legislativas e aguça-se mais ainda quando chegamos à votação do OE para 2010 e perante as dificuldades que a oposição pode vir a criar. Esses obstáculos têm de ser unicamente antecipados e resolvidos pelo Governo. As cedências e negociações são algo que todo e qualquer elenco governamental tem de saber lidar e responder.
Não partilho da tese de que só maiorias absolutas dão estabilidade a um País. Aliás, a história, nas diversas democracias parlamentares europeias, tem provado isso mesmo. António Guterres, é bom recordar, conseguiu liderar o País – não in…

Por onde anda a líder da oposição?

A pergunta não é à toa. Desde que Aguiar-Branco foi eleito líder da bancada parlamentar «laranja», Manuela Ferreira Leite deixou o palco político e natural da principal líder da oposição. Para além das frágeis intervenções no hemiciclo no início desta legislatura, pouco ou mais se viu. A imprensa vai corroendo com a história que já cheira mal da liderança do PSD e Manuela vai deixando os que anseiam pela tomada do poder fazer o que querem. O PSD precisa de uma liderança mais forte, mais capaz e que saiba provar aos portugueses o que o distingue do PS. A líder do PSD devia ter aprendido algo com a tareia que levou no último acto eleitoral. Em vez disso, o que faz? Refugia-se na sombra. Se é um suplício ser o rosto do principal partido de oposição e a alternativa ao Executivo socialista, então, o melhor, é sair fora. E já!

Comerciantes da Baixa lisboeta fazem o que podem

Para quem passa na Baixa lisboeta diariamente, como agora acontece comigo, percebe-se as diferenças e as novidades diariamente. Em tempo de crise e com os portugueses a pouparem mais, os comerciantes da Baixa adoptaram uma estratégia para recuperar as vendas de Natal. De 1 a 20 de Dezembro vão oferecer pastéis de nata, cafés, chocolates quentes e bilhetes para o teatro numa tentativa de atrair mais clientes. Pessoal, já sabem, um chocolatinho quente à saída do trabalho sabe sempre bem!

Mais um recuo socialista

Helena André: obrigada a recuar
O Governo socialista anunciou hoje, pela voz da ministra do Trabalho, Helena André, que vai apresentar nova proposta para o Código Contributivo. Como eu gosto de ver José Sócrates mais manso e a dialogar com a oposição.

A imagem do primeiro dia de Cimeira Ibero-Americana

O Irão que não muda

O Governo do Irão anunciou este domingo que vai começar a construir mais dez fábricas de enriquecimento de Urânio. Um anúncio surpreendente avançado pela Reuters que cita a agência oficial de informação iraniana. Estamos perante um claro desafio à comunidade internacional e às Nações Unidas. Mahmoud Ahmadinejad nunca estará disposto a aceitar as resoluções internacionais. Quem ainda acredita nisso, está redondamente enganado e o tempo será o melhor conselheiro de prova!

Os desafios da economia global

O presidente da República afirmou hoje no arranque da XIX Cimeira Iber-Americana, que «m dos grandes desafios comuns às economias ibero-americanas será a capacidade de absorver conhecimento, defendendo que as empresas devem ser incentivadas a assumir «um papel central no sistema de inovação».
«A gestão da presente crise económica e financeira não deve fazer esquecer os desafios que uma economia global coloca à afirmação e ao crescimento das nossas empresas, especialmente às de pequena e média dimensão» e que a inovação tem um papel importante na «resolução das debilidades estruturais das empresas», realçou Cavaco. Era bom que os alertas passassem à prática.

Rescaldo

«O Sporting é um clube tão vulcânico que se move melhor na sua própria esquizofrenia. Bendita loucura – o Sporting voltou. É certo que neste sábado ainda não deu para conseguir melhor do que um empate (0-0), mas fê-lo frente a um Benfica que é um porta-aviões com um arsenal inesgotável e que nunca negoceia o resultado, ficando provado que algo está de facto a mudar no reino do leão».Bruno Prata, jornalista do PÚBLICO, no rescaldo do derby de Alvalade

Um País estrangulado

«Portugal está cada vez mais estrangulado» Pinto da Costa

A última caminhada

Dois turcos levam uma ovelha para ser sacrificada para celebrarem o profeta Abraão.

E assim se gasta o dinheiro dos contribuintes

Somos um País com grandes recursos. Que estamos no topo da UE em matéria de grandes eventos. Por isso mesmo, José Sócrates não quer deixar de ser um bom português e fazer mais uma festa. Desta feita a capitalização da entrada em vigor do Tratado de Lisboa. Neste sentido, decidiu, assinalar a data na Torre de Belém, já na próxima terça-feira. Com que dinheiro? Com o dos contribuintes! E assim continuamos a ser um País pequenino e cada vez mais no fundo!

A boca de Jaime Gama

«Não há deputados em "part-time" no Parlamento».
Jaime Gama, Presidente da Assembleia da República.

Eanes e Sampaio precupados com sistema de Justiça

Serenidade. Esta é a palavra de ordem dada pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, sobre o actual momento do sistema de Justiça. O descrédito dos cidadãos na justiça e a questão da corrupção, que envolve várias personalidades do mundo empresarial e político do nosso país, está a preocupar não só Sampaio como Eanes. É bom que haja esta preocupação por parte de antigas figuras do Estado português. Só é pena que manifestações teóricas caiam sempre em saco roto. Declarações bonitas mas que na prática não alteram nada.

Coragem mais forte que o medo

Diz-se por aí que Paul McCartney confessou recentemente que o seu medo do palco era tão grande que chegou a ponderar abandonar os Beatles nos anos 60. Ainda bem que a coragem foi mais forte que o medo!

Platonismo sugere...

Michael Moore aí está de novo, igual a si mesmo: provocador e assumindo-se como o inimigo n.º 1 do poder político e financeiro dos EUA. O seu novo filme «Capitalismo - Uma História de Amor», está desde hoje em exibição nos cinemas portugueses e dá a conhecer as farpas que Moore aponta ao sistema financeiro e político norte-americano, tendo como pano de fundo a crise financeira mundial que teve a sua explosão em 2007. A não perder!

As denúncias que nunca foram feitas

É chocante. Mas aconteceu. Num dos países mais desenvolvidos da Europa. De acordo com um relatório de inquérito oficial divulgado hoje, a Igreja Católica irlandesa encobriu sevícias sexuais contra crianças realizadas por padres da região de Dublin durante quatro décadas. No total, foram apresentadas 320 queixas e analisados os casos de 46 padres. O governo irlandês já pediu desculpa pelo fracasso do Estado. A questão que colocamos é só uma: quando e como é restituída a justiça de padres que abusaram de crianças? A Igreja está cada vez mais podre. Eu, como católica, não praticante, percebo, ano após ano, porque me afasto cada vez mais da hierarquia religiosa.

Somos grandes!

Os portugueses passaram ao Estado entre Janeiro e Setembro deste ano cheques sem cobertura no valor de 36 milhões de euros.

Finalmente!

O Conselho de Ministros aprovou hoje a criação de 5 mil estágios na Administração Central para licenciados até 35 anos de idade. Os estágios destinam-se a licenciados que estejam à procura do primeiro emprego, desempregados ou com profissões que não correspondam às suas qualificações. Finalmente uma medida explícita de apoio à criação de emprego!

Governo sob suspeita

Sem fumo total

Cavaco quer mais ajuda às populações

Os inimigos do mundo são os melhores amigos do mundo