Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2009

Jorge Coelho e as pressões

O antigo homem forte do aparelho socialista foi peremptório, em entrevista à SIC: o Governo e as autarquias de Cascais e Sintra estão a fazer pressão sobre a Mota Engil para que o IC30 e o IC16 estejam prontos em Setembro, ou seja, antes das eleições. Jorge Coelho, presidente executivo da construtora, devia era estar calado. Mas daqui até às eleições ainda a procissão vai no adro.

Lição de democracia

O maior defensor deste Governo, o ministro Augusto Santos Silva, considerou hoje como sendo «gravíssimas» as declarações do presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público sobre alegadas pressões aos procuradores do caso Freeport e desafiou-o a esclarecer publicamente a natureza dessas pressões. Pois é, da primeira vez que João Palma abre a boca, como novo líder do SMMP, é para dizer a verdade! Uma verdade que incomoda muitos dos socialistas do Largo do Rato. Não se pode acusar ninguém sem provas, é um facto, mas que há coisas demasiado estranhas em todo este caso, lá isso há! E se há coisa que Santos Silva melhor sabe fazer é acusar os outros só por acusar! Agora, sr. ministro, aguente-se! É que, em democracia, há que ser plural quando se ataca e quando se é atacado. Há por aí muito bom socialista que necessita de uma grande lição democrática. Ai se há!

Sócrates e a ministra que (não) cede

José Sócrates elogiou hoje o trabalho da ministra da Educação, considerando que Maria de Lurdes Rodrigues «fez bem em nunca ceder», apesar das dificuldades e obstáculos que encontrou. Das duas, uma, ou o Primeiro-Ministro é cego e surdo ou sofre de uma grave falta de memória! A ministra da tutela cedeu e muito. Perante professores, perante a Assembleia e o País.

A frase do dia

«O PS não quer combater a corrupção e o enriquecimento ilícito».
Francisco Louçã.

Força Selecção!

Temos Polícia!

A PSP deteve 339 pessoas após uma mega-operação que incidiu sobre zonas urbanas sensíveis e com estabelecimentos de diversão nocturnos. Foram detectadas entre dez a 20 situações relacionadas com drogas e foram apreendidas 25 armas. Quando o sentimento de insegurança aumenta neste País cada vez mais a saque, temos polícia!

Curiosa capa de «O Primeiro de Janeiro»

Em causa a boa utilização dos dinheiros públicos em tempo de crise.

Chocante

Todos os dias me questiono, que País vil é este em que habito. Hoje, o «Correio da Manhã» faz manchete com uma notícia chocante. Daquelas que só existem no Terceiro Mundo. Uma menina de 12 anos, deficiente, foi violada por um homem de 26 anos, enquanto outros dois, de 17 e 19 anos, filmavam tudo. O vídeo foi, depois, posto a circular por toda a escola, que a menina frequenta, na zona de Águeda. Alguém me diz em que Portugal vivemos?

Foto do Dia

O realizador britânico Danny Boyle, um dos grandes vencedores da última edição dos Óscares, chegou hoje a Beijing, na China, para a conferência de apresentação do filme Slumdog Millionaire. A estreia está marcada para amanhã, em mais de 2000 salas daquele país, com o título para português entender... «Pin min Bai wan fu weng».

A liberdade

«O Homem está condenado a ser livre».
Karl Marx

A revolta social

Durão Barroso apelou hoje, em Estrasburgo, à mobilização europeia a todos os níveis para contrariar a crise actual, alertando que o desemprego vai continuar a crescer. O problema do combate ao desemprego é, nos tempos actuais, um dos grandes desafios dos governos nacionais. Resta saber se conseguirão travar a batalha! A revolta social, já fechada na gaveta da História, pode, de facto, reabrir-se!

À quinta foi de vez

À quinta moção de censura, o Governo da República Checa caiu. Tudo graças a um pequeno grupo de deputados dissidentes que faziam parte da coligação no poder e que votaram com a oposição social-democrata por considerarem deficientes as medidas económicas e excessivos os escândalos políticos. O assunto seria apenas interno, não estivesse o país actualmente na presidência da União Europeia. A demissão do primeiro-ministro Topolonek está prevista para hoje. E o agudizar da crise promete.

Os avisos de Cavaco

Cavaco Silva entende que ainda há muitos que confundem «custos com benefícios». Em Penafiel, durante a inauguração do Museu Municipal, o Presidente da República reiteirou que o dinheiro público tem de ser gasto com ponderação e que preciso «produzir bem e com qualidade para enfrentar a concorrência». É pena que o Governo do Engenheiro que não o é continue a esbanjar dinheiro aos pontapés por esse País fora.

Má fé

«Má Fé». Do dicionário «intenção dolosa, falsidade». Os que utilizam a expressão com tanto vigor são aqueles que a praticam. O mundo vil que por aí vai pode surgir a qualquer momento. Na vida ou se tem princípios ou não se tem. E há que continuar a mantê-los até ao dia em que nos tornemos maus carácter como aqueles que hoje já o são. Só que hoje continuamos a lutar por aquilo que não somos: pessoas de má fé.

Mas alguem cala os disparates da Igreja?

Peço desculpa por nos últimos dias ter insistido tanto com a Igreja Católica. Mas a verdade é que diariamente os senhores representantes de Deus na Terra nos enchem de declarações idiotas e sem sentido. Agora é o bispo emérito de Assis, uma cidade do interior de São Paulo, no Brasil, que está a propor um jejum diferente para esta Quaresma — o jejum da TV, não integral, mas de forma a empregar melhor o tempo para ajudar o próximo. Por favor, alguém diz aos bispos católicos, espalhados pelo mundo inteiro para se calarem? Tragam-me a palavra de Deus e digam-me onde é que este alegado jejum está escrito.

Soares e a crise

Num artigo publicado no «El Pais», Mário Soares critica a «mediocridade dos líderes» da União Europeia, que não compreendem que a Europa precisa de um plano comum para vencer a crise. «As repetidas reuniões dos países mais ricos parecem mostrar uma certa tendência para regressar à ideia de um directório dos grandes, com a agravante de que não se entendem entre si», escreve o ex-Presidente. Só não se entende por que razão Soares não é tão crítico cá dentro.

O carro mais barato do mundo

Apesar da crise mundial, o mega-grupo indiano Tata vai lançar hoje no mercado o automóvel mais barato do mundo, o Nano, que custará 100 mil rupias (1460 euros), destinado às classes médias emergentes naquela florescente economia. Prevê-se que o Nano, com um motor de 624 cm3, sem climatização, vidros eléctricos ou direcção assistida, possa ser lançado na Europa, em 2010 ou 2011, ao preço mínimo de € 5.000.
Quem sabe se por cá a malta que está «lisa» não adere. Isto se daqui a dois anos este País de treta não tiver já rebentado.

Quem sairá vencedor?

Quem vai ganhar a batalha pelo 5.º Canal? A ERC anuncia hoje, ao final da tarde, se a Telecinco ou a ZON terão futuro neste caminho. Porém, pode haver outras duas hipóteses: ambas perderem e vir a ser aberto um novo concurso com outros candidatos ao lugar. A ver.

Democracia não rima com Alberto João

O representante da República na Madeira considera que a democracia formal funciona nesta Região Autónoma, mas com características próprias e condicionada pelas sistemáticas maiorias absolutas dirigidas pelo mesmo líder. Mas alguém diz a Monteiro Diniz que isto é uma banalidade? Democracia não rima com Madeira e muito menos com Alberto João Jardim.

A má notícia do dia

Desemprego pode atingir os 4 milhões de pessoas este ano na Alemanha.

«Honoris Causa» para Mourinho

Vinte anos depois de se ter formado na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa, José Mourinho foi agraciado com um doutoramento «honoris causa» em futebol por aquele estabelecimento de ensino. O «special one» mostrou-se surpreendido com tal distinção mas, para quem conhece Mourinho, certamente que o ego subiu aos céus.

O ministro da Agricultura que não temos

O ministro da Agricultura acusou hoje em Bruxelas a presidente do PSD de não ter política agrícola para propor aos portugueses e preferir «correr atrás» do líder do CDS-PP, na agricultura mas também «noutras áreas importantes». Jaime Silva agarra-se agora, como nunca, a argumentos deixados por Ferreira Leite. Só é pena que o ministro da Agricultura faça do povo burro. É que o povo viu que nos últimos quatro anos Jaime Silva foi tudo menos ministro da tutela.

O suor de Sócrates

José Sócrates, um dos 35 mil participantes na 19.ª Mini Maratona de Lisboa, disse hoje que ao correr na prova perdeu «algumas calorias como num debate mensal» na Assembleia da República. Só não sabemos se o suor parlamentar é fruto do trabalho ou da impaciência que tanto caracteriza o nosso Primeiro-Ministro.

A vergonha do Algarve

A vergonha desceu ontem ao estádio do Algarve. Na final da Taça da Liga entre Benfica e Sporting, o clube da Luz levou a melhor. Porém, a verdade, é que a taça devia ter ido para Setúbal, terra do juiz da partida, Lucílio Baptista, que protagonizou um dos piores momentos desportivos da época.
Que não houve grande penalidade contra os leões, toda a gente viu. Que houve anti-desportivismo por parte dos jogadores e treinador do Sporting, também não temos dúvidas. A única dúvida que nos resta é saber até quando serão os árbitros as principais estrelas em campo. Errar é humano. Manipular já não. E a mão pesada para punir todos os agentes de futebol, já se sabe, não existe. Até porque, a avaliar pela passividade dos mesmos agentes — Liga de Clubes e Federação — já se percebeu que a vergonha vai continuar.

O respeito democrático que não temos

Jorge Miranda é o nome apontado por José Sócrates para suceder a Nascimento Rodrigues na Provedoria de Justiça. Num processo longo de substituição do cargo os deputados deviam ter vergonha por arrastarem o consenso até ao ponto que todos sabemos. É certo que o Primeiro-Ministro quer um nome próximo do seu partido. É verdade que a Oposição vai cerrar fileiras. Mas em nome do respeito pelas instituições, merecíamos ter governantes e parlamentares mais dignos de um País democrático. Todavia, o que temos é condutas e comportamentos que resvalam para um plano terceiro-mundista.

Bento XVI em Angola

Perante quase um milhão de fiéis, Bento XVI referiu hoje em Angola as «consequências terríveis» dos 27 anos de guerra civil naquele País, lamentando que esta seja «uma realidade familiar» em todo o continente africano. Pois é, o Sumo Pontíficie deve saber bem o que são dificuldades, sobretudo, as dos angolanos. Gostava de ver Bento XVI em Moçambique, a falar da SIDA com o discurso atrasado da Igreja Católica. Pois, mas os moçambicanos, esses, devem ser infâmes pecadores. Mesmo sem acesso a preservativos.

Frase da semana

«Os cobardes morrem várias vezes antes da sua morte, o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez».
William Shakespeare

Referendo ao TGV

«(...) Ferreira Leite tem, pois, o dever moral de avançar com o referendo (sobre o TGV). A credibilidade, que tanto proclama, obriga a uma convergência da sua acção com o seu discurso político. Em nome dessa coerência, deve lutar pelo cancelamento do projecto. E mesmo se para tal tiver de contrariar alguns dos membros da sua Comissão Política, faces visíveis do bloco central de interesses, e cujos escritórios estão intimamente ligados aos grandes negócios do Estado. Quanto a Sócrates, mais não lhe restará do que concordar com a consulta pública e acatar a vontade popular. Este primeiro-ministro é, afinal, o mesmo secretário-geral do PS cujo lema é justamente "o povo é quem mais ordena"».
Paulo Morais. JN.

Os avisos de Soares

Mário Soares criticou ontem o Primeiro-Ministro por entrar em polémica com os manifestantes contra o Governo e aconselhou o PS a dialogar e ouvir a sociedade se quiser ter maioria absoluta nas eleições. Sócrates começa a ser demasiado intransigente com a rua. Nas urnas ver-se-á quem manda.

Apelo ao voto europeu em marcha

Os 27 estados-membros da União Europeia decidiram levar a cabo uma campanha conjunta de apelo ao voto, a pensar já nas eleições para o Parlamento Europeu marcadas para Junho. O objectivo da iniciativa é realçar a importância da instituição democrática na vida dos cidadãos europeus. A iniciativa é de louvar, mas tememos que o desinteresse permaneça e que a abstenção seja elevada.

Rússia anuncia rearmamento em grande escala

O presidente russo, Dmitri Medvedev, acusou a NATO de seguir sua expansão até as fronteiras russas e ordenou um rearmamento em larga escala das forças do país, incluindo a renovação do arsenal nuclear a partir de 2011. Está montada uma nova «guera fria» no tabuleiro diplomático mundial.

É preciso colocar os políticos na ordem!

A Câmara do Porto notificou a candidatura de Elisa Ferreira às eleições autárquicas para retirar a propaganda colocada em locais proibidos. A medida de Rui Rio está apenas a cumprir a lei já que a propaganda viola o regulamento municipal, podendo os cartazes serem recolocados a partir de 1 de Abril. Ainda não estamos em pré-campanha nem campanha oficial. Muito gostam os políticos de usurparem o que não devem.

Recordar o 16 de Março

Cumprem-se hoje 35 anos sobre o golpe das Caldas da Rainha em que decorreu a tentativa de golpe militar contra o regime. A data será sempre lembrada como a preparação para a Revolução de Abril.

A retribuição do Presidente

Os reis da Jordânia iniciam hoje uma visita de dois dias a Portugal, a convite do Presidente da República. A visita surge um ano após Cavaco Silva e a sua mulher terem realizado a sua primeira visita oficial à Jordânia, abrindo portas ao reforço das relações entre os dois países. Como investir na Jordânia deverá ser a pergunta que mais se vai ouvir hoje e amanhã.

Ameaças em verde

Uma carta com ameças de morte ao presidente do Sporting, Soares Franco, ao treinador, Paulo Bento, e aos jogadores Pedro Barbosa, Rui Patrício e o Miguel foi uma das razões que esteve por detrás da actuação da PSP no jogo com o Rio-Ave, no sábado, em Alvalade, de acordo com a edição de hoje do jornal «A Bola».
Quando o futebol chega a isto, está tudo dito. A lavagem e limpeza nas claques dos três grandes bem que começa a fazer falta. Mas lamenta-se que não haja coragem por parte daqueles que podiam fazer algo e continuam a pactuar com negócios menos claros que estão à vista de todos.

O monstro vai ser julgado

Acusado dos crimes de assassínio, violação, sequestro, incesto e escravidão, o monstro austríaco começa hoje a ser julgado. O julgamento de Josef Fritzl, acusado de ter mantido em cativeiro e de ter violado uma filha durante 24 anos, está rodeado de fortes medidas de segurança, tendo em conta os contornos do caso. Se o tribunal der como provadas as acusações Fritzl corre o risco de ser condenado a prisão perpétua. Esperemos que a Justiça seja feita se bem que, no caso, toda a pena será mínima. É altura para repensar, mesmo nos Estados democráticos, a pena de morte para situações como esta.

Sexta-feira 13

Não sou supersticiosa. Não acredito no azar deste dia. Nem em teses religiosas e muito menos ocultas. Por isso, nada de azares, que o fim-de-semana está à porta!

A Europa caduca rendida aos banqueiros nacionais

A Comissão Europeia aprovou hoje a garantia do Estado português relativa a um empréstimo de 450 milhões de euros concedido ao Banco Privado Português, ao considerar a medida «necessária» e em conformidade com as regras da concorrência.
De acordo com Bruxelas, «a medida revela-se necessária para sanar os graves problemas de liquidez do BPP e para preservar a confiança nos mercados financeiros, limitando-se ao mínimo necessário para atingir este objectivo», e estando por isso em conformidade com o plano de auxílios estatais no contexto da crise financeira.
É pena que bancos de fortunas como o BPP sejam salvos desta maneira e milhões de pessoas por essa União Europeia fora sejam completamente esquecidas pelos governos nacionais. O rosto da Europa caduca e sem poder económico e financeiro aí está, subserviente aos interesses dos banqueiros portugueses.

Sócrates foge à «manif» de Lisboa

José Sócrates pode ser tudo. Mas burro é que o nosso Primeiro-Ministro não é. Enquanto Lisboa é engolida por 150 mil portugueses em protesto contra as políticas do Governo socialista, Sócrates decidiu viajar até Cabo Verde.
Entre distribuição de «Magalhães» com erros ortográficos e de sintaxe, o chefe do Executivo decidiu aproveitar para descomprimir e, acompanhado pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, João Gomes Cravinho, lá fez o seu «jogging» matinal na Cidade da Praia, coisa que em Lisboa não deve poder fazer, não vá algum doido atirar-lhe com algo em cima! A verdade é que, desta, Sócrates já se safou. Quem estiver em Portugal, que reaja à «manif»!

100 mil em Lisboa

Organizada pela CGTP, são mais de cem mil as pessoas que hoje vão protagonizar, em Lisboa, a primeira manifestação nacional do ano. O protesto decorre em defesa do emprego, salários e direitos laborais. Daqui até às legislativas ainda a procissão sindical vai no adro.

O «provincianismo» de Cavaco

«A presença de Cavaco em Belém, com a sua solenidade e o seu provincianismo, não serviu de nada».
Vasco Pulido Valente. PÚBLICO.

Adeus, João!

Ainda nem um ano passou desde que me «roubaram» o Torcato. Nesse dia, em que todos devíamos sorrir, não havia alegria que pudesse imperar. Era mais forte que nós.
O João, o seu grande companheiro e amigo de uma vida, encorajava-nos a não entristecer. Dizia-nos que nós só tínhamos de guardá-lo nas nossas memórias. Com carinho. Era isso que o Torcato havia de querer de nós, os seus meninos, a quem dava mimo mas a quem também puxava as orelhas quando fazíamos asneira.
Hoje, foste tu que partiste, João. Foste embora, de mansinho, durante a noite, sem avisar. O Sol que raiava na tua segunda cidade do coração enganou-me. Foi um traidor. Trazia consigo a triste notícia de te ter levado.
A doçura com que sempre me trataste, os conselhos que me deste, os avisos que me fizeste até ao fim — e os quais, tu próprio não cumprias — chegavam sempre com um sorriso nos lábios. O teu humanismo e amizade marcou qualquer um que teve a sorte de passar pela tua vida.
Hoje, levei mais uma facada. Daquelas onde m…

«Intervalo publicitário», diz Manuela

«Portugal tem vivido numa espécie de intervalo publicitário».

Manuela Ferreira Leite, no balanço dos 4 anos de Governo de Sócrates

Obrigada FCP!

Parabéns Porto! Graças a ti estamos nos quartos da Liga Mágica.

Festa da Champions estragada

O jogo entre o Porto e o Atlético ainda nem começou e já a festa está estragada. Adeptos do Atlético dispararam «very-light» contra adeptos portistas. As últimas notícias dão conta de alguns feridos. É por isso que estes «animais» — não têm outro nome — deviam ser proibidos de entrar em recintos desportivos. Quando não se sabe estar, com civismo, educação e respeito pelos que são diferentes de nós, então, a avaliação do carácter, está feita. Lamentável.

A mensagem secreta que Lincoln nunca leu

A História tem destas coisas. O Museu Nacional de História dos Estados Unidos encontrou num relógio de Abraham Lincoln uma mensagem «secreta», inscrita por um relojoeiro e que o próprio presidente norte-americano desconhecia.
Jonathan Dillon, que em 1861 reparou o relógio de Lincoln, gravou nele uma mensagem quando as notícias sobre o ataque ao Forte Sumter chegaram à capital, no início da Guerra Civil, que dizia: «os rebeldes atacaram o Forte Sumter e Graças a Deus temos um governo». Esta é apenas uma das frases da inscrição feita no relógio a 13 de Abril de 1861, um dia depois do assalto ao forte. Segundo o director do Museu, Brent D. Glass, «Lincoln nunca soube da mensagem que levava no bolso».

França regressa ao comando integrado da Nato

Nicolas Sarkozy anunciou hoje que a França vai regressar ao comando integrado da Nato, mais de 40 anos depois da ruptura com a Aliança. Sarkozy considera que este regresso deve ser acompanhado de um desenvolvimento da Europa da defesa.
Recorde-se que a França deixou a estrutura militar da Nato em 1966 sob a presidência de Charles de Gaulle, mas continuou membro da organização e contribuiu fortemente para várias das suas operações militares. Com esta (boa notícia) era bom que os líderes europeus repensassem o papel da Organização do Tratado do Atlântico Norte!

A nova imagem do PSD de Manuela

Mão amiga fez-nos chegar esta curiosa foto. Ressalvando a caricatura, obviamente, talvez o PSD de Manuela devesse seguir a imagem que a líder do PSD na semana passada trouxe ao País. A imagem dos óculos escuros. Para tornar moda ou para esconder a vergonha perante as sondagens?

Mais um para a biblioteca Alegre

Manuel Alegre vai lançar a 23 de Abril o livro infantil «O Príncipe do Rio», o seu mais recente trabalho como escritor, e que será editado pela Dom Quixote. O histórico do PS já disse que a ideia de escrever este livro lhe surgiu quando estava a ler contos aos seus dois netos (gémeos de 4 anos) e acabou por reinventar as histórias, «irritado com alguns dos livros que por aí há para crianças». O poeta de Abril é sempre bem-vindo ao maravilhoso mundo dos leitores portugueses! Haja quem leia e haverá quem venda!