Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2008

A xenofobia continua

O novo cartaz do PNR

O Partido Nacional Renovador (PNR) colocou hoje na rotunda de Entrecampos, em Lisboa, mais um cartaz contra a imigração. Na imagem do outdoor aparece uma ovelha branca a erradicar outras ovelhas negras. Xenófobo e triste.

Sócrates tranquiliza portugueses

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que as famílias portuguesas com poupanças podem estar tranquilas apesar do actual quadro de crise e elogiou a capacidade de resistências das instituições financeiras nacionais. Será? A instabilidade e a incerteza pesam mais que as palavras doces de Sócrates.

A nova Grande Depressão da História do Séc. XXI

Estará a crise de 29 a repetir-se à moda do séc. XXI?

Dia Histórico e negro o de ontem nos EUA e em todo o mundo, com o chumbo do senado norte-americano ao Plano «Bush» para recuperar os mercados financeiros. As bolsas rebentaram. As falências não param. Os governos temem o pior. A Grande Depressão de 1929 já se repetiu. em 2008. Com uma diferença, pelo menos para já: é que não há suicídios. Mas pouco falta. O desespero é muito e as soluções parecem escassear. A ver.

A solução final

O Congresso norte-americano aprovou na noite passada o projecto de lei sobre o plano de 700.000 milhões de dólares (480.000 milhões de euros) para recuperar o sistema financeiro, a votar esta segunda-feira no Senado. O projecto de lei será submetido a votação no Senado (câmara alta do Congresso) e, não havendo obstáculos, seguirá para a Casa Branca, para ser promulgado por George W.Bush. A chamada Lei para a Estabilidade Económica de Emergência mantém o objectivo central do programa do governo, que é o de recorrer ao montante máximo de 700.000 milhões de dólares para comprar crédito malparado, mas inclui clausulado adicional resultante das negociações entre parlamentares democratas e republicanos. Com este plano os contribuintes terão direito à compra de acções de crédito malparado, tal como pequenos bancos comerciais e fundos de pensões, de que poderão tirar benefícios havendo recuperação das instituições intervencionadas. O governo também elevará a carga fiscal das empresas que paguem …

A CGD

«Privatizar a Caixa Geral de Depósitos seria um convite à sua compra por estrangeiros».
Franscisco Sarsfield Cabral, in «Público».

Centrão? Nem pensar!

«Não acho que o Bloco Central seja uma boa solução».Marques Mendes, em entrevista ao DN/TSF.

PS assume alteração política no relacionamento com Cavaco

Alberto Martins, líder parlamentar do PS, assume hoje em entrevista ao Público/RR que a relação do PS com o Presidente da República sofre uma «alteração política». Só quem não está atento é que ainda não percebeu isso.

Sócrates: o «anti-Guterres»

«Sócrates é o anti-Guterres».Mário Soares, em entrevista ao Correio da Manhã/Rádio Clube.

Paul Newman: 1925-2008

Chavismo Socrático: a nova nomenclatura da política lusa

José Sócrates assinou hoje mais uma dezena de acordos com Hugo Chávez no valor de 3 mil milhões de dólares. A relação entre Portugal e a Venezuela está, pois claro, cada vez mais sólida! O «socialismo do século XXI» do ditador latino-americano parece estar a predominar sobre o socialismo de centro direita português. O Largo do Rato encontrou um representante internacional à altura. Vamos ver até onde vão estas relações amistosas com o sr. Chávez! O Chavismo Socrático é a nova expresão que já entrou no léxico nacional. Pelas piores razões. A bom porto estes dois não chegarão, certamente!

A força que o comunismo não tem

«O PCP não muda (ou não se extingue), porque a sociedade não muda, ou pelo menos, não muda o suficiente. É um arcaísmo? Talvez. Como Portugal». Vasco Pulido Valente. Público.

Atentado em Damasco

Pela menos 17 pessoas morreram este sábado na sequência de um atentado à bomba em Damasco na estrada a caminho do aeroporto da capital síria, naquele que foi o terceiro grande atentado no país em 2008 e desde o princípio dos anos 80.

Duelo intenso

A corrida à Casa Branca está a entrar numa fase decisiva e com a grave criise financeira norte-americana — que ninguém imaginava — a verdade é que cada pormenor do debate é ouro no momento actual.
Depois de semanas muito difíceis para a campanha do candidato republicano, John McCain teve ontem um trunfo com o primeiro debate presidencial a ser dedicado à política internacional. Ainda assim não venceu o tenso duelo com Barack Obama, que sobe nas sondagens numa altura em que os EUA atravessam o que o senador do Illinois diz ser «a mais grave crise financeira desde a Grande Depressão». De resto, ambos declararam vitória horas depois.
A economia dominou a primeira parte do debate realizado esta madrugada no Mississipi. Enquanto em Washington se discute ainda os pormenores de um inédito plano de resgate estatal para o sector financeiro norte-americano, McCain e Obama foram questionados quanto ao seu apoio a um pacote que prevê que 700 mil milhões de dólares dos contribuintes sejam gastos par…

Bruni elogiada por Rui Pereira (às escondidas)

Rui Pereira é um comum mortal. Como todos nós. Mas o certo é que, pelas razões óbvias, devia ter mais cuidado antes e falar e verificar se algum microfone está ligado. O ministro da Administração Interna acabou por ser apanhado pelos microfones da TVI, à margem de uma reunião ministerial em Bruxelas, a fazer comentários sobre Carla Bruni, mulher de Nicolas Sarkozy. «Giraça»? É, sim senhor! Só que nunca os cremes da actual primeira-dama gaulesa foram tão falados e mediatizados. Rui Pereira cometeu a proeza de ser o primeiro a dizer publicamente o que todos pensam sobre a beleza de Bruni, ainda que tenha confessado que «tem de se ter cuidado com os microfones». Foi apanhado por um. Ainda assim, temos homem com bom gosto! Já ministro… Veja o vídeo em: http://www.youtube.com/watch?v=v25iyHVImB4

VPV e a crise económica

«Pela primeira vez na história americana recente, a campanha presidencial é interrompida por causa de uma crise económica».
Vasco Pulido Valente. Público.

Um medo que se transformou numa noite mágica

García Márques
O medo de viajar de avião proporcionou aos escritores latino-americanos Julio Cortázar, Gabriel García Márquez e Carlos Fuentes algo inédito: viverem em 1968 uma «noite irrepetível» durante uma viagem de comboio que fizeram juntos na Europa central. A revelação foi feita por García Márquez que refere que o trajecto Paris-Praga se converteu numa enorme prazer graças a Cortázar, que, a uma pergunta «casual» de Fuentes, respondeu com uma «cátedra deslumbrante» que durou várias horas. «Viajávamos de comboio, desde Paris (até Praga), porque os três éramos solidários no nosso medo ao avião», recorda. Nessa viagem, falaram de tudo. Foi então que Fuentes quis saber — e perguntou a Cortázar — em que momento e por iniciativa de quem se tinha introduzido o piano na orquestra de jazz. A pergunta era casual e Fuentes não pretendia saber mais do que uma data e um nome, mas a resposta foi uma cátedra deslumbrante que se prolongou até ao amanhecer, entre enormes copos de cerveja e salsic…

Adoro-te e não te suporto...

«Tantos prémios, tanto reconhecimento, tanta medalha, tanta tradução. Não sou velho mas pergunto-me se a unanimidade respeitosa não fará parte das doenças da velhice, a mais grave de todas. Se alguém diz mal de mim, alegra-me: ainda não apodreci, que bom (...)».

António Lobo Antunes, na sua crónica habitual na «Visão».
P.S. — Odeio esta forma de ser em Lobo Antunes. Esta arrogância de se achar melhor que todos os restantes escritores. Porém, a sinceridade da sua escrita, a honestidade com que enfrenta a vida e o Mundo, a sua natural forma de ser faz dele um dos meus autores preferidos. É um amor/ódio que desperta em mim. É isso que faz de Lobo Antunes magnífico. À semelhança de Pessoa e de Eça, em contextos e momentos diferentes, obviamente. Nunca morrerás, António!

Marques Mendes como nunca ninguém o ouviu

«Não é aos 51 anos que me vou reformar politicamente. Não deixarei de dar ideias e contributos».

«Nunca ganhei tanto quanto hoje».

«Este Governo não tem tido a mínima vontde de combater a corrupção. Sei a gravidade do que estou a dizer».

«Nunca me perguntaram se gostava de ser líder de um partido para ser envolvido no lamaçal da Câmara de Lisboa».Marques Mendes, em entrevista à «Sábado».

Sócrates não quer casamento entre homossexuais

José Sócrates recusou hoje no Parlamento alterar a lei para permitir o casamento entre homossexuais. Argumento? Tal matéria não está na agenda política nem do Governo nem do PS. Mais uma dor de cabeça para a líder da oposição, Manuela Ferreira Leite que falou antes de tempo sobre o tema. Criticou antes de Sócrates falar. E o secretário-geral do PS, no caso, apanhou Manuela. Vamos ver qual é a próxima guerra.

«Guerra Fria» no nuclear continua

A Coreia do Norte anunciou hoje que vai reactivar a sua central nuclear de Yongbyon dentro de uma semana. Para esse efeito, Pyongyang já terá retirado os selos e as câmaras de segurança colocadas no local pela AIEA. Paralelamente, a agência da ONU já foi informada que não poderá levar a cabo mais inspecções à central de Yongbyon. A Coreia do Norte diz agora que o processo está parado porque os EUA ainda não removeram o país da lista de países que sustentam o terrorismo. No entanto, os Estados Unidos contrapõem que só retiram a Coreia do Norte da lista quando esta aceitar inspecções independentes sobre o estado do desmantelamento. A «guerra fria» em torno do nuclear continua.

Dívidas assumidas

Dívidas de 10 anos com bibliotecas e comparticipações nacionais são apenas a ponta do icebergue dada a conhecer hoje pelo ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro, que pela primeira vez assumiu uma dívida do seu ministério às autarquias de dez a 14 milhões de euros. Primeiro ponto positivo para o ministro que desde que tomou posse pouco ou nada tem dito e feito.

Ainda o voto dos emigrantes

«O voto por via postal não garante que a votação seja feita pelo próprio eleitor nem muito menos que o voto seja secreto».

Vital Moreira. Público.

As más noticias

Ao todo existem 925 inquéritos sobre corrupção, participação em negócio, branqueamento de capitais, peculato e crimes cometidos no exercício de funções públicas pendentes nos quatro distritos judiciais do país. Os dados foram conhecidos hoje através da Procuradoria-Geral da República e demonstram bem a ineficácia da Justiça portuguesa. Resta saber até quando.

Óbito: morreu Adolfo Roque

Adolfo Roque

Adolfo Roque, sócio fundador da Revigrés, — uma das maiores empresas do país de revestimentos cerâmicos e o mais antigo patrocinador do FC Porto — faleceu hoje vítima de doença prolongada. Liderava até à data o Conselho Fiscal do Porto e, ao contrário do que muitos nunca chegaram a escrever, era um dos maiores empresários portugueses.

A epidemia de que ninguém fala

A epidemia de cólera que assola desde Maio a Guiné-Bissau já provocou 133 mortos e 7166 pessoas estão contaminadas. São estes os últimos números divulgados pela Direcção de Higiene e Epidemiologia guineense. Sabe-se agora, com estes novos dados, que a epidemia, além de estar fora de controlo, continua a aumentar. As autoridades guineenses, com a ajuda da comunidade internacional, têm tentado controlar o problema, mas a falta de saneamento básico, as más condições de vida das pessoas e as fortes chuvas que têm caído no país estão a tornar a luta difícil. Era bom que alguém falasse mais de uma epidemia que pode vir a causar graves danos no continente e fora dele.

O regresso à urbe

De regresso à urbe civilizacional, após um período de férias, «Platonismo Político» regressa também à sua missão de pensar o País e o estado da Nação, que vai (cada vez mais) triste. Após uma rentrée agitada nas hostes políticas, com um Cavaco a mostrar os dentes como neste mandato ainda não se tivera visto, um PS já em campanha eleitoral, um PSD cada vez mais desorientado, um CDS a retomar os já velhinhos comícios pelas bandas de Aveiro (porque será?) e um PCP a fazer jus à ideia de ultrapassado e com um modelo esgotado, vamos ver o que nos resta na recta final de 2008. O ano que aí vem — com três actos eleitorais — promete ser quente. E, nós, prometemos aquecê-lo ainda mais!